Home / Sobre a SATA / Grupo SATA / SATA Air Açores

SATA Air Açores

A Companhia de todas as ilhas

Certamente sob a inspiração das asas pioneiras em que os Açores já se haviam habituado, desde que no espelho das suas águas amarou o primeiro avião a cruzar Atlântico Norte, no já longínquo ano de 1919, um grupo de Açorianos notáveis tomou a iniciativa de lançar os fundamentos da SATA Air Açores, dando vida, em 21 de agosto de 1941, à Sociedade Açoriana de Estudos Aéreos.

Eram passados seis anos sobre a sua fundação quando, a 15 de junho de 1947, se iniciaram, com um avião Beechcraft para 7 passageiros, de matrícula CS-TAA, as operações da Companhia com realização de um voo entre São Miguel e Santa Maria.

Tendo sido constituída como empresa privada, o estatuto da empresa evoluiria e, em 1980, a SATA foi transformada em empresa pública sob tutela do Governo Regional dos Açores passando a designar-se Serviço Açoriano de Transportes Aéreos, E.P., embora mantendo o acrónimo de sempre - SATA.

Ao assumir-se como empresa de transporte aéreo moderna a SATA aderiu, em 1990, à European Regional Airlines Association (ERA) e à International Air Transport Association (IATA).

Em 1994, pela passagem do seu quinquagésimo aniversário a International Civil Aviation Organization (ICAO), decidiu atribuir uma medalha de honra comemorativa dessa efeméride a uma entidade ou individualidade que, em cada Estado Membro, tenha dado um relevante contributo ao desenvolvimento da aviação civil. Em Portugal essa medalha foi atribuída à SATA.

As características da operação nos Açores obrigaram-nos a adaptar à evolução de um setor, que a nível mundial, enfrenta uma grande mudança. Empenhámo-nos, por isso, na mudança da Companhia, tomando-se medidas tendentes à redução e flexibilização da estrutura da empresa, à utilização de tecnologia mais adequada à nossa dimensão e mercado e à melhoria do sistema de gestão e seu controlo.

Dinamizou-se a atividade comercial da SATA, alterando o seu esquema tarifário de forma a oferecer um conjunto de tarifas capazes de promover o tráfego. Além disso foi criada a tarifa de residente. Em resultado destas alterações tarifárias regista-se um significativo aumento de tráfego inter-ilhas.