Home / SATA AIR AÇORES passa a ser uma entidade formadora nas valências de suporte básico de vida (SBV) e desfibrilhação automática externa(DAE).

SATA AIR AÇORES passa a ser uma entidade formadora nas valências de suporte básico de vida (SBV) e desfibrilhação automática externa(DAE).

A companhia aérea SATA Air Açores foi certificada pelo INEM, Entidade Formadora Acreditada para ministrar formação de Suporte Básico de Vida e de Desfibrilhação Automática Externa.

 

O processo de formação que decorreu no passado mês de abril, resultou na capacitação de um conjunto de formadores internos, aptos a ministrar formação interna e externa.

 

O processo de Desfibrilhação Automática Externa não é recente no Grupo SATA. Contudo, tem sido consequentemente valorizado no sentido de assegurar a pro-eficiência dos profissionais que se encontram em contacto direto com os passageiros, em particular, dos tripulantes de cabine. Tendo sido as transportadoras do Grupo SATA pioneiras em Portugal no cumprimento integral do Plano Nacional de DAE (Desfibrilhação Automática Externa) já haviam sido licenciadas quer pela American Heart Association, quer pelo INEM. Acresce agora, que para além de licenciados em Suporte Básico de Vida e em DAE, as equipas envolvidas encontram-se igualmente acreditadas pelo INEM para ministrar formação externa. 

Será oportuno explicar, que o Desfibrilhador Automático Externo (DAE) é um aparelho eletrónico portátil, que em situações de paragem cardiorrespiratória, analisa o ritmo cardíaco e, se recomendado, aplica um choque elétrico com o intuito de se retomar um ciclo cardíaco normal. A experiência internacional demonstra, que em ambiente extra-hospitalar, a utilização de DAE por pessoal não médico aumenta significativamente a probabilidade de sobrevivência das vítimas. O DAE é automático e simples de usar, e pode ser utilizado por não médicos, desde que devidamente formados e inseridos num Programa DAE licenciado.

Será este um motivo suficiente para ser considerada a formação e a prevenção nestas matérias, uma prioridade para as transportadoras do Grupo SATA e uma mais valia inerente ao serviço prestado pelas companhias aéreas e que se encontra, de igual forma, disponível nas unidades aeroportuárias geridas pela SATA Gestão de Aeródromos.