Home / Riscos

Riscos

Riscos Estratégicos

Risco   Contexto   Como mitigar?
Regulamentação do setor   O setor dos transportes aéreos é um setor muito regulamentado, pelo que quaisquer alterações que ocorram têm um impacto significativo nas operações diárias da SATA.   Monitorização atenta e periódica das alterações regulamentares pelo Gabinete Jurídico com apoio de um elemento da Gestão.
Para conhecer mais sobre Compliance clique aqui.
Sindicatos   Existem na SATA várias unidades sindicais sendo necessário gerir os processos de negociação de forma a alinhar os interesses das partes.   Adopção de uma postura de diálogo aberto com as unidades sindicais assegurada pelo Gabinete de Relações Laborais.
Recursos Humanos   Este ativo assume grande importância estratégica na medida em que os seus colaboradores são considerados um ativo que a SATA pretende reter e valorizar.   Condução de uma política de comunicação assente no diálogo.
Promoção de uma cultura de “porta aberta” na qual os colaboradores se deverão sentir à vontade para contactar e comunicar com a Gestão.
Acompanhamento periódico na avaliação da política salarial.
Projeto Quality & You.
Marca   A marca SATA tem um valor elevado para a Região Autónoma dos Açores, e tem vindo a assumir-se como uma marca de destaque nos mercados onde opera.   Monitorização regular da marca efetuada em todas as fases do processo de comunicação.
Leitura e análise cuidada dos meios de promoção da marca (notícias, artigos de opinião, comentários em blogs) pelo Gabinete de Marketing e Comunicação.

 

  voltar
à página
anterior

Riscos Operacionais

Risco   Contexto   Como mitigar?
Safety & Security   Para a SATA, a saúde e a segurança dos seus colaboradores e clientes são uma prioridade.   Gestão dos riscos através do Safety Mangement System (SMS).
Realização de processos periódicos de auditoria internos e externos, transversais a todas as áreas de negócio.
Gestão de situações de crise pelo Grupo de Gestão de Emergência.
Realização de ações de formação específicas neste tema.
Sistemas de informação   Todas as áreas de negócio são suportadas por equipamentos e ferramentas informáticas, que funcionam em interfaces definidos para garantir a fiabilidade, a segurança e a disponibilidade da informação de forma adequada.   Monitorização dos sistemas de informação e aplicações informáticas pela Direção de Sistemas de Informação que assegura ainda a sua criação segundo a metodologia AGILE.
Controlo remoto a partir de Ponta Delgada para garantir rapidez do serviço prestado ao cliente interno.
Falhas de fornecimento de terceiros   Como qualquer companhia aérea, a SATA tem de subcontratar serviços externamente que são fundamentais para garantir o sucesso das suas operações, como a segurança, a limpeza, os serviços de catering, a polícia, os bombeiros e os meteorologistas.   Gestão dos acordos com os prestadores de serviços assegurados por um diretor em cada unidade operacional em colaboração de um membro do Conselho de Administração.
Avaliação de risco inicial para medir a relevância estratégica do contrato a realizar.
Planeamento de rotas   Fazer um bom planeamento das rotas com os equipamentos necessários, com antecedência, é fundamental para garantir o sucesso das operações e a satisfação dos clientes.   Elaboração do Plano Operacional em cada estação IATA que define quais as rotas a realizar.
Realização de auditorias pelas entidades creditadas, que asseguram o cumprimento das boas práticas internacionais.

 

  voltar
à página
anterior

Riscos Hazard

Risco   Contexto   Como mitigar?
Desastres naturais e sociais   Eventos climáticos como maremotos, terramotos, nevoeiros fortes e cinzas vulcânicas e eventos sociais como guerras civis, greves, ações terroristas são difíceis de gerir e, além de provocarem constrangimentos sociais, podem acarretar perdas de receitas significativas e/ou custos adicionais para a SATA.   Contratualização de seguros que garantem a continuidade do negócio e os objetivos estratégicos da SATA.
Grupo de Gestão de Emergência que gere todas as situações de crise que possam ocorrer e que atua de acordo com o Manual de Procedimentos de Emergência, para dar uma resposta rápida, adequada e fiável aos stakeholders envolvidos.
Riscos políticos   A SATA é uma empresa detida a 100% por capitais públicos que vê a sua atividade dependente de alterações políticas regionais e na legislação nacional.   Promoção de uma política de diálogo diário com o seu acionista no sentido de lhe providenciar feedback do cumprimento dos objetivos definidos e de todos os temas que a Gestão considere relevante analisar.
Danos na frota   Para realizar a sua atividade, a SATA necessita de dispor dos equipamentos adequados, aptos e capazes para garantir que as operações reúnem todas as condições de segurança.   Certificação das empresas de transporte aéreo da SATA (AOC – Air operator’s certificate).
Existência de contratos de seguros que minimizam a exposição da SATA aos danos/perdas de frota.

 

  voltar
à página
anterior

Riscos Financeiros

Risco   Contexto   Como mitigar?
Preço do jet fuel   O consumo de jet fuel na SATA, anualmente, ascende a cerca de 72 milhões de quilos, sendo que qualquer alteração no seu preço provoca um impacto muito significativo nos resultados operacionais da SATA.   Contratação de operações de hedging num total variável que poderá ir até 80% do total de consumo anual de jet fuel sendo o horizonte temporal das operações até 24 meses, ao mesmo tempo que assegura uma monitorização cuidada e periódica da variação dos preços de petróleo.
Risco cambial   A exposição da SATA a este risco ocorre do desequilíbrio entre receitas e gastos em moedas estrangeiras. Na SATA as divisas transaccionadas são o Dólar Canadiano, o Dólar Americano e a Libra Esterlina.   Conciliação mensal entre pagamentos e recebimentos nas divisas originais por forma a assegurar uma análise mais assertiva da posição cambial da SATA.
Contratação de operações de hedging das principais divisas transacionadas.
Risco de crédito   A SATA, na gestão das relações comerciais com os seus clientes, está exposta a um risco de crédito na medida em que a sua contraparte pode não cumprir com as suas obrigações contratuais.   Existência de uma política de limites de crédito perfeitamente definida e validada pela Gestão da SATA.
Monitorização semanal do saldo de clientes e análise do seu impacto na posição financeira da SATA, o que permite que sejam tomadas as ações e as iniciativas necessárias para a otimizar.
Monitorização e contratação de operações de hedging para a cobertura do risco associado à taxa de juro.
Revenue management   As receitas da SATA estão condicionadas pelas condições económicas e financeiras dos mercados onde opera. Atualmente, destaca-se o mercado português, pela crise económica que atravessa, com impactos diretos no poder de compra e restantes condições sociais.   Gestão e controlo diário das receitas pelo Departamento de Revenue Management.
Colaboração com o Departamento Financeiro na avaliação dos impactos da receita na posição financeira da SATA.
Risco de preço de licenças CO2   Ao abrigo da legislação emitida pelo Comércio Europeu de Licenças de Emissão (CELE), as companhias áreas cujos voos têm destino ou origem num aeródromo situado no território de um Estado Membro da União Europeia, devem monitorizar as quantidades emitidas e assegurar o seu reporte.    

 

  voltar
à página
anterior